Vagas de estágio abertas na Controladoria e Ouvidoria Geral do Ceará



     

Com o objetivo de reforçar o quadro de colaboradores a Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado do Ceará lançou o edital normativo nº 01/2014 para a realização de um processo seletivo. O certame visa à seleção de 11 vagas de estágio mais formação de cadastro de reserva para estudantes dos cursos de Ciências Contábeis, Direito, Tecnologia da Informação, Administração, Jornalismo e Comunicação. Os estudantes devem estar matriculados e frequentes em instituições de ensino superior, conveniadas com a Secretaria do Planejamento e Gestão – SEPLAG.

Os aprovados farão jus a bolsa-auxílio de R$ 600,83, acrescida de auxílio-transporte no valor unitário de R$ 1,10 por dia útil estagiado, referente à meia passagem sendo ida ou volta. Vale ressaltar que das vagas oferecidas e das que vierem a surgir durante a validade do certame, 10% são destinadas aos candidatos com necessidades especiais, desde que as atividades de estágio sejam compatíveis com a deficiência.

Os interessados podem se inscrever até o dia 8 de novembro de 2014, somente de forma presencial na sede da Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado do Ceará, que fica na Avenida General Afonso Albuquerque Lima, S/N – Ed. SEPLAG – 2º andar – Cambeba – CEP 60.830-120, em Fortaleza. O horário de atendimento é das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30, de segunda a sexta-feira.

Os estudantes interessados serão submetidos a avaliações divididas em três etapas: análise de histórico acadêmico, análise de curriculum vitae e entrevista. Não será realizada prova de conhecimentos para este certame e os resultados serão informados no quadro de avisos da sede Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado do Ceará. Os estágios podem ser de um ano ou dois, conforme o período cursado pelo estudante.

Segundo o edital, o prazo de validade do processo seletivo será de 12 meses, contados a partir da publicação de homologação do resultado final, com possibilidade de prorrogação por mais 12 meses, segundo as necessidades e critérios adotados pela Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado.

Por Robson Quirino de Moraes