Estágios – Porta de entrada para grandes empresas





Depois da nova lei de estágio o número de vagas para programas de estágios teve uma pequena reduzida. Empresas como Bosch se adaptaram a nova lei e os estudantes fazem apenas 06 horas de estagio para terem tempo aos estudos, mas os candidatos que assinaram contrato durante a lei antiga continuam com 08 horas.

A nova lei ajuda e ao mesmo tempo prejudica, com menos tempo na empresa o estudante tem mais dificuldade em se destacar e ganhar um espaço com o grupo efetivo, além de receber menos, já que recebem por horas trabalhadas.




Em geral o estágio é a primeira porta a se passar para o mundo mercadológico e é claro que para quem conseguir um estágio de peso, ou seja, uma empresa de nome terá mais chance tanto dentro da própria empresa como fora. 

Outro incentivo em um bom estágio como o da Bosch é poder realizar parte dele fora do país, a empresa gosta de mandar os estudantes que se destacam para outros países como EUA e Alemanha.


Por LB