Vagas de Estágio em Administração na Chevron (RJ) 2015




A Chevron, empresa líder na comercialização e fabricação de graxas industriais e óleos lubrificantes da Texaco, abriu oportunidades de estágio para estudantes cursando graduação em Administração.

As vagas são para o Rio de Janeiro (RJ) e o estagiário irá integrar o setor de Importação e Exportação da empresa.


Para estar apto a se candidatar às vagas, o estudante precisa preencher alguns requisitos. Entre eles, estar cursando do 3º ao 5º período da faculdade, ter conhecimentos de inglês em nível intermediário e Pacote Office (Excel) em nível avançado.

A Chevron destaca que o profissional será testado. Além disso, é preciso residir próximo ao município de Duque de Caxias e ter alguma experiência anterior com o ramo industrial.

Entre as atribuições inerentes à vaga de estágio estão atualizar planilhas eletrônicas (gráficos, tabelas, etc), atualizar dados em software de gestão da empresa (SPeC, Sapc, etc), controlar e realizar a manutenção de arquivos físicos e digitais e acompanhar pedidos, que variam da produção ao escoamento da ordem. Além disso, o estagiário será responsável por atender ao cliente no exterior e entrar em contato com prestadores de serviço no Brasil.


A Chevron oferece como remuneração uma bolsa-auxílio no valor de R$ 1.250,00, além de vale-transporte, plano de saúde e vale-refeição (valor diário não revelado). A jornada de trabalho será de seis horas ao dia, podendo o estagiário optar por trabalhar no período matutino ou vespertino.

Quem tiver interesse em fazer parte da equipe da Chevron deve se candidatar às vagas através do endereço eletrônico karla@institutocapacitare.com.br (indicando no campo assunto a vaga "Chevron Impt&Expt").

A Chevron Brasil atua como uma subsidiária da Chevron Oronite Company LCC, líder e pioneira mundial na produção, desenvolvimento e comercialização de aditivos para óleos lubrificantes e combustíveis. No Brasil, a empresa atua desde 1980, tendo na cidade do Rio de Janeiro o seu escritório de vendas e no Polo Petroquímico de Mauá (SP) sua fábrica de aditivos.

Por Julio Abreu